• lucianatascaadv

Você sabia? Existem mais de 100 tipos de seguros

Existem classificados oficialmente no Brasil 100 ramos de seguros. Quer conhecer um pouco mais sobre eles? Vem com a gente!

 

Existem no Brasil, classificados oficialmente, 100 ramos de seguros ativos divididos em diversos grupos, que apresentam grande variedade de detalhamento.


Por essa razão, utiliza-se frequentemente um nível mais agregado de análise, derivado da Circular 535/2016, da Superintendência de Seguros Privados (Susep).


A divisão proposta pela Susep trabalha com 21 grupos entre ramos de seguros ativos e fora de operação. No Brasil, o Decreto 61.589/1967 classificou separadamente o seguro saúde, formando, assim, o 22° grupo agregado.


Para facilitar a análise, existe uma divisão mais agregada, que divide mercado em 3 segmentos:


. seguros de vida


. seguros de saúde


. seguros de ramos elementares


Dentre esses segmentos, há seguros individuais ou em grupo, obrigatórios ou facultativos, dentre os quais estão as nossas principais opções para contratações. Abaixo resumimos as principais características de cada um deles, para melhor entendimento e facilitação na hora da escolha:


Seguros individuais


O seguro individual é uma relação entre uma pessoa ou uma família e uma seguradora. A seguradora, evidentemente, terá de aferir corretamente o risco segurado e pulverizá-lo colocando-o numa carteira onde existem diversos riscos semelhantes, mas independentes entre si.


Seguros em grupo


O seguro em grupo é o seguro de um conjunto de pessoas ligadas entre si, estabelecendo uma relação triangular entre a seguradora, o segurado e o grupo a que ele pertence. O grupo pode ser constituído por uma empresa, por uma organização sem fins lucrativos, por uma associação profissional, ou por uma pessoa física.

Os seguros contratados por empresas são chamados de empresariais ou corporativos.


Seguros obrigatórios


Os seguros obrigatórios são aqueles cuja contratação é definida por Lei. Conforme a Lei Complementar 126, de 2007 aquele que não contratar os seguros legalmente obrigatórios estará sujeito à sanções, além de multa. Alguns exemplos são:


. Seguro de Acidente de Trabalho (SAT)


. Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT)


. Responsabilidade Civil dos Transportadores


. Danos Pessoais a Passageiros de Aeronaves Comerciais e de Responsabilidade Civil do Transportador Aeronáutico


. Seguro Habitacional do Sistema Financeiro de Habitação (SFH)


. Carta Verde


Seguros facultativos


Os seguros facultativos são seguros mais abrangentes, que cobrem outros riscos, além da cobertura dos seguros obrigatórios. Geralmente são seguros multirriscos, que oferecem um conjunto de coberturas facultativas de danos no bem ou acessórios, podendo também incluir uma cobertura de responsabilidade civil. Dentre os seguros facultativos mais conhecidos estão:


. Seguro Residencial


. Seguro de Vida


. Seguro de Saúde


. Seguro de Responsabilidade Civil


. Seguro de Automóvel


. Seguro Viagem


Seguro Residencial


Visa proteger o imóvel, para uso próprio ou aluguel, contra o risco de danos estruturais ocasionados por casos fortuitos e de força maior, tais como raios, incêndios, alagamentos, enchentes, tempestades e deslizamentos, podendo também se estender para alcançar os bens que estão dentro da casa da ação de criminosos, como pode ocorrer em roubos ou furtos.


Seguro de Responsabilidade Civil


O Código Civil brasileiro estabelece que quem causar dano a outrem, mesmo que culposamente, comete um ato ilícito e deve reparar o prejuízo causado

Esse risco inerente a toda atividade humana é que fez nascer o seguro de responsabilidade civil, que visa a cobertura de danos causados a outros por culpa do segurado.


Seguro de Vida


O seguro de vida garante aos beneficiários do segurado um amparo financeiro em caso de morte ou invalidez permanente.

Em alguns contratos, é possível o recebimento do valor da indenização ainda em vida pelo titular, em caso de invalidez total ou permanente para o trabalho - o que dá mais tranquilidade em caso de imprevistos financeiros.


Seguro de Saúde


Muito confundido com o plano de saúde, o seguro de saúde se diferencia pela abrangência do contrato. Enquanto o plano de saúde oferece uma quantidade limitada de profissionais conveniados com a operadora do plano, o seguro deixa o paciente livre para escolher os profissionais de sua preferência e reembolsa o segurado posteriormente.


Seguro de Automóvel


Esse tipo de seguro é um dos que têm os benefícios mais visíveis, já que veículos estão mais expostos a riscos no dia a dia, principalmente nas grandes cidades. Por ser considerado um bem da família, os carros sempre devem estar protegidos por um bom seguro contra roubos, furtos, acidentes com terceiros, danos materiais, entre outros.


Seguro de Viagem


O seguro viagem é um serviço que tem como objetivo prestar suporte ao viajante durante sua jornada. É sempre recomendável ter um seguro e, para alguns destinos, ele pode ser obrigatório. A SUSEP determina que haja a cobertura de ao menos um dos seguintes serviços: despesas médico-hospitalares ou odontológicas, repatriação, traslado médico, traslado do corpo, morte em viagem, invalidez permanente total ou parcial.


Cada pessoa, cada profissional, cada empresa e cada ramo têm o seguro mais adequado às suas atividades.


Diante de tantas possibilidades, é importante conhecer todas as formas de proteção pessoal e patrimonial para não errar na escolha e evitar problemas no futuro.


> Precisa de ajuda para escolher o seguro correto ou já tem algum problema com um contrato mal pensado? Nós podemos te ajudar.


Consulte-nos!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo